quinta-feira, 21 de abril de 2011

Malta Última Parte: A Ilha de Gozo

Neste último post sobre Malta vamos falar da Ilha de Gozo, uma pequena ilha que assim como a Ilha de Comino (que não visitamos) faz parte do arquipélago Maltês.




Gozo é situada ao norte de Malta, e seu acesso pode ser feito através de avião ou Barco.

Antes de prosseguir, dê uma olhada no nosso post anterior sobre Valetta a capital de Malta.

Inicialmente havíamos planejado ir até Gozo utilizando primeiro o ônibus de Malta até o terminal do ferry Boat para então cruzarmos de ferry e chegando em Gozo novamente utilizar o transporte público (ônibus).

No entanto ao chegar em Gozo, não conseguiríamos ver muita coisa já que os pontos turísticos ficam afastados uns dos outros, o que demandaria várias trocas de condução ou a contratação de um guia/passeio local, por isso decidimos contratar o passeio a partir de Malta, e contratamos uma das 2 empresas de sightseeing, que nos cobrou 20 Euros por pessoa (criança até 5 anos não paga), além disso ganhamos mais 1 tour de barco por Malta e outro tour pelo Norte de Malta ou na região central.

A nossa escolha foi muito boa digamos assim, talvez alugar carro também seja uma boa, mas tivemos o ônibus saindo da porta do nosso Hotel e nos levando até o ferry (parando em alguns hotéis), chegando no ferry tivemos que pegar a passagem por fora +/- 5 Euros por pessoa (ida e volta) e chegando em Gozo havia um micro ônibus nos aguardando pronto para nos levar aos pontos turísticos da cidade.


O transporte de ferry, como pode ser visto nas fotos, foi uma atração a parte, a cor da água, as montanhas e formações rochosas e o tempo incrívelmente bom tornaram o passeio ainda mais surpreendente.




Ah, lembre-se que você pode clicar nas fotos para amplia-las, veja na foto abaixo o detalhe do vão entre as formações rochosas.







Chegada do ferry em Gozo.

A primeira parada foi em uma das igrejas mais antigas de Gozo, com cerca de 300 anos e uma linda arquitetura interior.



Em seguida, conhecemos um museu/casa da mesma idade da igreja e com a decoração e alguns objetos utilizados no século 18, foi "legalzinho", mas nada de excepcional.

A próxima parada foi a "Azure Window" ou simplesmente a Janela Azul, o cartão postal de Gozo e realmente um lugar que nós classificaríamos como "imperdível.


Janela Azul - "Blue Window" - Gozo




Próximo a Janela azul é possível caminhar até outro ponto muito bonito, uma pequena praia de pescadores que existe graças a uma rachadura (buraco) no paredão de rocha.



Ai vem o lado ruim dos passeios organizados, o tempo na janela azul foi super curtinho (40 minutos) e não conseguimos ver outras coisas interessantes que haviam por lá, mas mesmo assim no geral valeu a pena.

Hora do almoço, paramos em uma pequena vila, com uma prainha e alguns restaurantes familiares, seguimos a sugestão do guia e optamos por almoçar no indicado por ele, a comida foi razoável e embora a especialidade fosse peixe optamos por comer massa e um arrozinho com fritas.

Após o almoço fomos caminhar na prainha e de lá sairam mais algumas fotos super bonitas.





Mais um fora do guia, parada para compras...Paramos por 1 hora em uma vila com 3 lojinhas onde tudo custava o triplo do valor de Malta... Mais um ponto negativo para a excursão e essa não rendeu mais que 2 fotinhos :-(



De lá seguimos para o coração de Gozo a Citadella, uma cidade construida atrás de fortificações por volta de 1500 AC.



Dentro da Citadella andamos por seus becos e subimos até o topo de suas muralhas de onde era possível ter uma visão muito boa dos campos e das outras vilas de Gozo.







Dentro da Citadela você encontrará uma linda igreja, várias ruelas e um museu que conta a história do local ao longo dos séculos, se você visitar a igreja, quando estiver la dentro olhe para cima e observe seu domo, o curioso é que esta igreja não possui domo, mas sim uma reprodução perfeita de um domo que dá a ilusão de um domo real.

Fora da Citadela também tem algumas coisas para se ver, uma pequena feirinha, restaurantes, igrejas e mais ruelas similares as encontradas dentro da Citadela, segundo o guia, na época da invasão dos turcos, muitas pessoas ficavam em suas casas durantes o dia do lado de fora da Citadela e iam para Citadela dormir durante a noite.






Saindo da Citadela, o guia nos levou até um dos sitios arqueológicos de Gozo, mas sinceramente já estavamos bem cansados e uma certa mocinha mais do que merecia uma folga, ou melhor uma diversão.


E lá fomos nós para mais um parquinho muito bonito por sinal, bem ao lado do sítio arqueológico, "brincamos" e em seguida seguimos para tomar o ferry boat.

Conclusão e dicas práticas de Malta e Gozo

Acho que já dissemos que a viagem foi excelente, muita coisa para se ver e fazer, belezas naturais, arquitetônicas, boa comida, preços bastante amigáveis e um ótimo clima.

Se você está pensando em ir para Malta e ver pelo menos tudo o que mostramos aqui, aconselho no mínimo 4 dias de estada, assim você poderá ver tudo com bastante calma.

Se além do que vimos você tiver a intenção de visitar um dos sitios arqueológicos, conhecer as praias, a Lagoa Azul ou a Ilha de Comino, talvez seja melhor pensar em ficar 5 ou até 6 dias.

Alugar carro pode ser uma boa opção, mas não esqueça de levar consigo um GPS e um ótimo guia de Malta e Gozo, pois nomes de lugares e endereços estarão sempre em Maltês e não em inglês, além disso, não esqueça que as ruas são antigas e bem estreitas, geralmente de mão unica e o maior motivo de não alugarmos carro foi a mão inglesa nas ilhas, mesmo andando de ônibus levamos vários sustos achando que o motorista estava na contra mão e etc. Já que estamos acostumados a dirigir do outro lado, é sempre bom pensar nisso antes de alugar um carro.

As pessoas de uma maneira geral nos pareceram muito cordiais e de bom humor, o serviço nos bares e restaurantes foi bom.

Agora a dica mais importante de toda a viagem... Se você optar por utilizar os ônibus locais esteja sempre munido de várias moedas de 1 ou 2 Euros, não ouse dar uma nota de 10 ou 20 Euros ao motorista ou você ficará surpreso com a quantia de moedas de 10 e 20 centavos que ele te retornará de troco.

Ainda ficou em dúvida sobre Malta? É só nos deixar um comentário e teremos prazer em ajuda-lo!

Se você perdeu algum dos posts anteriores, veja aqui a lista completa:

Introdução - Malta
Primeira Parte - Visão Geral
Segunda Parte - Valletta e as 3 Cidades

8 comentários:

Matheus disse...

Boa noite,
eu li todas as suas páginas que falam sobre Malta e Gozo. Estou programando um intercambio para o final deste ano, e seria de um mes e meio em Malta.
Voce que presenciou toda esta maravilha, acha que este é um tempo bom ou seria cansativo para ficar nestas ilhas?
Muito obrigado pela ajuda e qualquer novidade é bem vinda.

Matheus disse...

Boa noite,
eu li todas as suas páginas que falam sobre Malta e Gozo. Estou programando um intercambio para o final deste ano, e seria de um mes e meio em Malta.
Voce que presenciou toda esta maravilha, acha que este é um tempo bom ou seria cansativo para ficar nestas ilhas?
Muito obrigado pela ajuda e qualquer novidade é bem vinda.

Rose*Lisa*Sarah disse...

Oi Matheus,

Ficamos apenas 5 dias nas Ilhas, pretendemos voltar e ficar mais, tem muita coisa que não vimos, não chegamos nem ir na Ilha de Comino, acho que 1 mês e meio seria o ideal para estudar e conhecer as ilhas, no mais, tem barcos para a Itália, você poderia passar os finais de semana em outros lugares para não ficar cansativo e ser mais proveitosa a viagem.

se você tiver mais alguma dúvida é só perguntar, eu recomendo que você compre um guia de Malta, você verá que só fizemos os passeios principais, e mesmo assim só os que davam para levar crianças, tem muito mais coisa para ver e fazer.

boa viagem e aproveite.

Anônimo disse...

Olá!! Vou para malta passar 3 semanas em Setmebro/2013. Gostaria de saber se há como ir de ferry boat para outros lugares como a Tuinisia, por exemplo. Sei que para Sicilia há 2 trechos de ferry boat. Mas não acho mais nada sobre outros roteiros.

Perdidos em Eindhoven disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Perdidos em Eindhoven disse...

Olá caro anonimo,

Existem sim algumas opções de ferry partindo de Malta, veja mais informações no site:
http://www.imalta.info/content/ferry-connections/36.php

Boa viagem,
Perdidos

Anônimo disse...

Ola
você esteve em Malta final de abril? Como estava o tempo? Dava para pegar praia?
obrigada

Perdidos em Eindhoven disse...

Olá Anonimo(a),

Em Malta no mês de abril a temperatura estava agradável, cerca de 16 à 18 graus, entretanto não quente o suficiente para pegar uma praia, se o seu objetivo é pegar praia em Malta aconselharia visitar o país durante os meses de Junho, Julho ou Agosto,